O amor e a velhice

 

ceremony wear RING“A velhice nos trás direitos maravilhosos! Enquanto a juventude é cheia de obrigações. A velhice é o tempo em que vivemos a doce inutilidade, porque mais cedo ou mais tarde iremos experimentar esse território desconcertante da inutilidade. Esse é o movimento natural da vida, perder a juventude é você perder a sua utilidade, é uma conseqüência natural da idade que chega. A velhice é o tempo em que passasse a utilidade e aí ficasse somente o significado da pessoa, é o momento que a gente se purifica, é o momento que a gente vai tendo a oportunidade de saber quem nos ama de verdade, porque só nos ama pra ficar até o fim aquele que, depois da nossa utilidade, descobriu o nosso significado. É por isso que sempre rezo para envelhecer ao lado de quem me ama para poder ter a tranqüilidade de não ser útil, mas ao mesmo tempo não perder o valor. Se você quiser saber se alguém te ama de verdade, é só identificar se ele seria capaz de tolerar a sua inutilidade. Quer saber se você ama alguém? Pergunte a si mesmo, quem nesta vida que pode ficar inútil pra você sem que você sinta o desejo de jogá-lo fora. E é assim que nós descobrimos o significado do amor… Só o amor nos dá condições de cuidar do outro até o fim! Feliz daquele que tem ao fim da vida, a graça de ser olhado nos olhos, e ouvir a fala que diz: –

Você não serve pra nada, mas eu não sei viver sem você! 

Palavras do Padre Fábio de Melo.

Anúncios

O amor é a rotina que não cansa…

O amor que ele sente por mim, aquele impresso em meus pelos, em meus cabelos, em minha pele, é o que me faz levantar de manhã sem o tradicional mau humor, se bem que nunca tive realmente mal humor pela manhã, mas pela primeira vez na vida nunca senti tanta felicidade ao acordar pela manhã, e o mais surpreendente acordar com música na cabeça, enquanto tomo banho cantar para mim mesma, e ainda conseguir sorrir sem piada alguma e me achar linda mesmo descabelada e com a cara toda amassada. 

Meu coração, antes dele aparecer, sentia esperança para encontrar alguém que valesse a pena, encontrar alguém que me desse motivos para continuar, alguém com quem eu pudesse unir as mãos e dizer “vamos e juntos” e ir para qualquer lugar, sem medo dos erros, sem comemorar os acertos, simplesmente viver, ser feliz, sem olhar pra trás.

Seu coração, era fechado à sete chaves como um porão ou um abrigo para alguém que tentava fugir de toda a devastação que um sentimento tão grande poderia lhe causar, até me reencontrar e ver que tudo pode acontecer, desde que você tenha atitude na hora certa e no momento certo, ou simplesmente arriscar.

O engraçado que entre nós desde o início nunca houve senhas, passwords ou códigos que fizessem eu me apaixonar por você, ou que fizessem eu me encantar, tudo foi simples, tudo foi um encanto, tudo foi se encaixando conforme o tempo foi passando, e hoje nada mais me faz abrir um sorriso vermelhadamente amarelado e completamente apaixonado pela manhã.

Mas com ele, me abro mais do que uma flor na primavera apenas com sua digital carregada pela ponta dos seus dedos ao encostar levemente em qualquer parte do meu corpo, principalmente em minha cintura, minha nuca, meu queixo, meu rosto, meu quadril…meus lábios.

E ali, há menos de dez minutos de ter despertado, ele já se desenha como o homem mais bonito do mundo, mesmo com olhos zonzos, barba gritante e sem trajes de gala ou coisa assim. Ele não me diz “bom dia”, me diz “oi nega, já acordou?”, para mim é o momento mais doce e romântico entre nós dois, porque ele dá um beijo na testa e um abraço apertado, afastando qualquer tipo de pesadelo que eu possa ter tido longe dele.

Me enche de beijos, mesmo estando com aquele tradicional bafo matinal, que para mim é uma delícia, sim é sim, aliás depois de muito tempo, tudo se torna mais gostoso, até mesmo dormir separado, aliás nunca consegui dormir agarrada com ninguém, mas acordar e me entrelaçar nos seus braços é a melhor sensação do mundo.

Embora façamos isso todo os dias, há sempre uma novidade nos detalhes que me faz acordar com mais anseios de viver as surpresas que ele tem para me proporcionar. Um suco novo. Um beijo novo. Uma música nova. Um palavrão diferente. Uma brincadeira contagiante. Um carinho demorado. Uma pegada mais intensa. Um eu te amo mais profundo.

Porque o amor é a rotina que não cansa. 

A chama que não apaga. 

Amor é sempre ter calma, alma, cama e beijos para quem a gente ama.

Por: Hugo Rodrigues

Diferenças entre casar e morar junto

12998556_1159531837420049_6961826936825616424_n

“Casar e morar junto são duas coisas completamente diferentes, não tem nada a ver com seu status no cartório, tem a ver com entrega. Você pode casar com todas as honras, dar uma festa linda, gastar os tubos na lua de mel, se mudar com o marido para um apartamento lindo. pronto, decorado, cheio de almofadas em cima da cama… Vocês podem ter se casado – mas vão demorar muito pra saber o que é morar junto. Acho que existem casais que se casam com pompas, e nunca talvez tenham realmente morado juntos.

Morar junto é saber dividir, saber cobrar, saber ceder, saber doar. Morar junto é dividir as contas e as almas. Morar junto é ter um pilha de louça pra lavar, depois de um dia terrível de 10 horas de trabalho, e o outro cantar com você (em um karaokê com detergente) para que o trabalho se torne divertido. Morar junto é ter que assistir Homem Aranha no Telecine Action, e se esforçar para achar legal. Morar junto é tomar banho junto, transformar o chuveiro em uma cachoeira.

Morar junto é ouvir onde dói no outro, do que ele sente medo, onde ele é criança, o que o deixa frágil. Morar junto é poder chorar sem parar, e ser ouvida, e cuidada. Mas é também rir e achar graça em alguma coisa, quando o outro está pra baixo. Morar junto é fazer contabilidade de frustrações, e saber quando não colocar na conta do outro. Morar junto é demorar para levantar. Morar junto não precisa de uma casa, e sim de um espaço. Quem mora junto geralmente é solidário, casar não, qualquer um casa. Pra casar basta assinatura e champanhe. Casar leva umas horas. Morar junto leva tempo…o tempo todo.

Quando moramos juntos vemos o cabelo dele crescer e ela cortar uma franja. Quando moramos juntos viramos adultos aos pouquinhos, dando um adeus doído ao adolescente que éramos. Quando moramos junto mudamos junto. E o outro vira um outro diferente com os anos. E nós vamos aprendendo a amar aquela nova pessoa, todo dia. Até o dia que, talvez, deixemos de morar juntos….”

Insegurança…

tumblr_m7vxu8cjR21qln62jo1_500.gif

Sinto meus braços e pernas começarem a tremer e a esquentar, como se eu tivesse jogado um balde de água fervente em cima, meu coração que até então estava calmo e sereno, começou a ficar acelerado como se fosse uma bateria de escola de samba.

Fecho minhas mãos tentando de alguma forma controlar meus sentimentos e segurar minhas emoções, mas quando resolvo olhar para aquela cena, eu sei e sinto que não vou conseguir me controlar.

Meus olhos se enchem de água, começo a pensar em tudo o que não deveria, começo a imaginar zilhões de coisas que começam a me ferir interiormente, minhas mãos começam a suar e então decido ir ao seu encontro.

Seguro suas mãos como se fossem um meio, um caminho, um sinal, um gesto para dizer e demonstrar ao mundo e a quem quer que seja, que você é meu! Possessiva? Talvez só um pouquinho…

Você me abraça, me envolve em seus braços, e com um beijo em minha testa me sinto mais segura, é como se os segundos se tornassem minutos e os minutos em horas e as horas se tornassem algo infinito, o tempo demora a passar, e as pessoas em nossa volta se tornam vultos e o que realmente importa é nós ali, juntos…

Você me conhece tão bem que só pelo meu olhar já percebe que não estou tão bem, que a minha crise voltou e que infelizmente não importa o que eu faça, não vou conseguir me libertar, esconder, disfarçar ou fingir que ela não está ali. Pois ela está e estará sempre comigo!

E como sempre você consegue me surpreender, ao ver que estou a ponto de me desabar em lágrimas, você me abraça e se permanece em silêncio, me conforta em seu peito e isso me faz bem, me acalma e me traz de volta a realidade, ao momento, a você…

Com muita paciência, você limpa meus olhos, me dá um beijo, e eu sinto que ali eu posso voar, posso ir para qualquer lugar, até mesmo para a lua! Mas ao mesmo tempo que me sinto voando, também me sinto com os pés no chão, você tem esse dom, consegue me fazer voar mantendo meus pés no chão.

E como se já não bastasse, olhando nos meus olhos você diz:

“Você é a única mulher que eu quero e desejo na minha vida. Eu te amo!”

E eu sinto que realmente não posso, não consigo e não quero mais viver sem você.

Dias chuvosos…

bd82aa2d274420a2ac47fdd558ce73bd

Sempre gostei de dias chuvosos. Cheirinho de terra molhada, ar fresco, pequenas gotas escorrendo pela minha janela e barulho de chuva no telhado.

Em dias como esses fico a sós com os meus pensamentos na companhia de um delicioso chocolate quente pra aquecer a alma fria, e permito que uma onda de calmaria invada todo o meu ser. Esqueço as buzinas de carros, rugidos de motores, a correria e o cansaço do dia a dia. Abaixo o volume do mundo barulhento que me cerca e paro pra ouvir somente o som da chuva caindo lá fora, e então, sinto minha alma descansar.

Sinto como se tudo o que eu mais quisesse fosse possível de acontecer, meu coração bate conforme vai caindo a chuva lá fora.

As coisas parecem mais coloridas em tempos assim, a música que toca em meu fone me deixa fora de sistema, me leva para longe daqui, em outra realidade, em outro mundo.

Enquanto os raios e trovões caem lá fora junto com a chuva, percebo em como a vida passa rápido, mas rápido demais!

Incrível como as melhores coisas da vida surgem e somem em um piscar de olhos, e quando nos damos conta, só resta lembranças, momentos, saudades.

É essa chuva me trouxe uma nostalgia enorme da minha infância, dos meus pais, dos meus avós, dos meus amigos, do ensino médio, do primeiro beijo.

A chuva é como os momentos, ela vem, marca presença e depois vai embora deixando saudade. A única coisa que nos resta é aprender a conviver com a saudade, rezando e pedindo a Deus para que essa lembrança nunca nos deixe, nunca nos abandone, sempre nos fortaleça e sempre nos acompanhe.